Após terceira morte por Covid-19, prefeito de Rio Verde anuncia medidas de isolamento mais rígidas

atualizado quarta feira dia 03/06 por lenil de Oliveira

Em entrevista à rádio local, Paulo do Vale disse que com crescimento exponencial do número de casos e a falta de adesão ao distanciamento social, haverá multa para pessoas sem máscaras e restrições no comércio

O prefeito de Rio Verde, Paulo do Vale, concedeu uma entrevista na manhã desta quarta-feira (3) a uma rádio local para falar sobre os números da Covid-19 no município. Ele confirmou o terceiro óbito causado pelo novo coronavírus na cidade na noite de terça-feira (2) e disse que vai determinar medidas mais rígidas para o enfrentamento da doença nos próximos dias. Uma delas é a aplicação de multas as pessoas que saírem de casa sem máscaras.

A última vítima é um homem de 58 anos, que sofria de hipertensão arterial. Até o último boletim epidemiológico, divulgado ainda na noite de ontem e que não havia contabilizado a terceira morte, Rio Verde havia 156 casos confirmados da Covid-19 (113 em isolamento, 14 internados, 27 curados e duas mortes), número que vem crescendo exponencialmente a cada dia. A ocupação hospitalar na rede pública é de 14,7%.

“Vou ter que tomar medidas amargas, porque vou ter que cuidar da vida do cidadão de Rio Verde. A partir de amanhã (quinta-feira, dia 4) nós teremos um novo decreto; multando as pessoas que não portarem máscaras ao saírem de suas residências. O único comércio que vai funcionar depois das 23h, são as farmácias. Até o fim de semana, teremos um novo decreto”, adiantou Paulo do Vale. 

O prefeito lembrou que as pessoas têm que se conscientizar do avanço da doença em Rio Verde e que a única forma de prevenção, é o distanciamento social.

“Se a população não ajudar, tudo o que nós programamos para a área da saúde, será insuficiente para aquelas pessoas que precisam de um respirador e de uma enfermaria”, disse, completando: “O avançar da contaminação pede medidas drásticas. Eu tenho dito à população, que não gostaria de tomá-las, mas teremos que fazer. Em quatro dias, nós dobramos o número de infectados. Então [na próxima] sexta-feira e sábado, teremos um novo decreto. A única arma que nós temos é o isolamento, evitando a circulação do vírus no meio da comunidade”, afirmou, dizendo que diferente do que foi anunciado pela prefeitura no mês passado, onde haveria a possibilidade do fechamento de farmácias e supermercados aos finais de semana, neste novo decreto não haverá volta.

O prefeito frisou que àquelas pessoas que estiverem com sintomas como febre, tosse e perda de olfato e paladar, devem procurar as unidades de saúde do município.

“São questões simples que eu tenho insistido. A população tem que entender e ajudar. O vírus não corre atrás das pessoas, nós que levamos de um para o outro. Pessoas com cormobidades, grupos de risco, têm que ficar em casa. Quando forem ao comércio, supermercado, manter o distanciamento nas filas. Tenho minha responsabilidade e não vou me furtar dela”, finalizou.

Fonte: diário de rio verde com informações em tempo real notícias atual

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.