Empresa paulista desenvolve tecido capaz de eliminar a Covid-19 por contato

Quinta feira dia 17/06 por lenil de Oliveira

247 – Pesquisadores da empresa paulista Nanox desenvolveram um tecido com micropartículas de prata na superfície que demonstrou ser capaz de inativar o coronavírus. De acordo com testes de laboratório, o material eliminou 99,9% da quantidade do vírus após dois minutos de contato. A Nanox é apoiada pelo Programa Fapesp Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas (PIPE). O tecido é composto por uma mistura de poliéster e de algodão (polycotton). Contém dois tipos de micropartículas de prata impregnadas na superfície por meio de um processo de imersão, seguido de secagem e fixação, chamado pad-dry-cure.

Diretor da empresa, Luiz Gustavo Pagotto Simões afirmou que membros da instituição entraram “com o pedido de depósito de patente da tecnologia e temos parcerias com duas tecelagens no Brasil que irão utilizá-la para a fabricação de máscaras de proteção e roupas hospitalares”. A declaração foi concedida à Agência Fapesp, conforme reportagem do jornal O Estado de S.Paulo

O desenvolvimento do material teve a colaboração de pesquisadores do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (ICB-USP), da Universitat Jaume I, da Espanha, e do Centro de Desenvolvimento de Materiais Funcionais (CDMF) – um dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) apoiados pela FAPESP (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo).

Informações em tempo real notícias atual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.