Governo de Goiás e Prefeitura de Goiânia decretam situação de emergência em saúde pública

Postado sexta feira dia 13/02 por lenil de Oliveira

Decreto do Estado vale inicialmente por 180 dias, podendo ser prorrogado, e o da prefeitura tem vigência indeterminada. Os decretos suspendem todos os eventos públicos.

Após três casos confirmados de coronavírus em Goiás, o governo estadual e a Prefeitura de Goiânia decretaram situação de emergência em saúde pública. Os casos confirmados até esta sexta-feira (13) são de duas mulheres em Goiânia e de uma em Rio Verde, no sudoeste goiano. Ao total, a Secretaria Estadual de Saúde registra 21 casos suspeitos no estado.

O decreto do estado suspende pelos próximos 15 dias:

Os eventos esportivos realizados poderão ser executados no estado, desde que os portões estejam fechados para acesso ao público. As aulas escolares, nos estabelecimentos públicos e privados, poderão ser suspensas conforme critérios epidemiológicos e assistenciais determinados pela autoridade sanitária e a Secretaria Estadual de Saúde.

>>> Veja as medidas tomadas pelo governo durante o estado de emergência.

Decreto de Goiânia

O decreto da Prefeitura de Goiânia abrange ações como a dispensa de licitação para aquisição, bens, serviços e insumos de saúde destinados ao enfrentamento do vírus e instala o Centro de Operações de Emergência em Saúde – COE-GOIÂNIA-COVID-19, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde, para monitoramento dos casos suspeitos.

Na área de recomendações, o texto orienta às pessoas que possuem os sintomas que não frequentem locais públicos. O texto proíbe ainda a realização de quaisquer eventos da administração municipal em locais que ocorram a aglomeração de pessoas, sem que seja possível manter a distância mínima necessária para evitar a contaminação, conforme orientação do Ministério da Saúde.

Os órgãos e entidades da prefeitura deverão fornecer nos lavatórios ou pias dispensadores de sabonete líquido, suporte com papel toalha, lixeira com tampa com acionamento por pedal e instalar dispensadores com álcool em gel, em pontos de maior circulação, tais como: recepção, corredores, refeitório.

Os servidores públicos municipais que retornarem de férias ou afastamentos legais de locais ou países com transmissão comunitária do vírus, deverão desempenhar suas atividades em casa durante 14 dias.

Atividades suspensas por tempo indeterminado em Goiânia:

  • Apresentações da Orquestra Sinfônica de Goiânia;
  • Atividades no Teatro Ouro Goiânia;
  • Grande Hotel Vive o Choro;
  • Centro Cultural Mercado Popular da 74;
  • Visitações públicas no Parque Mutirama;
  • Visitações públicas no Zoológico de Goiânia.

Casos confirmados em Goiás

Um dos casos é de uma idosa de 61 anos, moradora de Rio Verde, região sudoeste de estado, que esteve recentemente na Espanha e teve contato com 28 pessoas, que já estão em monitoramento pela Vigilância de Saúde estadual. Os outros dois casos confirmados são de duas mulheres de Goiânia, de 31 e 38 anos. A mais jovem viajou para os EUA e a outra, para a Itália.

As mulheres não apresentaram sintomas graves e estão em isolamento domiciliar. “As pessoas que tiveram contatos com elas já estão sendo monitoradas. Além disso, a nossa Superintendência de Vigilância Sanitária já informou ao Ministério da Saúde os nomes dos pacientes, os voos que elas fizeram, por onde chegaram. Tudo isso está muito bem levantado e a triagem está corretamente feita. As pessoas estão sendo avaliadas dentro da quarentena domiciliar”, explicou Caiado

Informações em tempo real notícias atual

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.