MÃE E PADRASTO SÃO AUTUADOS POR ABANDONO DE MENINO QUE SUMIU AO IR PARA A CASA DA AVÓ E FOI ACHADO MORTO

A mãe e o padrasto do menino Danilo de Sousa Silva, de 7 anos, foram responsabilizados pela Polícia Civil pelo desaparecimento da criança após serem autuados pelo crime de abandono de incapaz. Como o corpo da criança foi encontrado nesta terça-feira (28), a investigação da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) sobre o sumiço foi encerrada, e a Delegacia Estadual de Homicídios vai investigar as circunstâncias da morte.

A criança sumiu há uma semana ao sair para ir à casa da avó que mora na mesma rua que ele, no bairro Parque Santa Rita, em Goiânia. O corpo dele foi encontrado por bombeiros nesta terça-feira (28) em uma mata próxima à casa dele.

“A mãe e o padrasto foram levados para a Central de Flagrantes e autuados por crime de abandono de incapaz. Então eles já estão respondendo por esse crime. Ficou claro isso que eles foram responsabilizados pelo fato de o Danilo ter sumido”, explica a delegada titular da DPCA, Ana Elisa Gomes.

A Delegacia Estadual de Homicídios vai investigar, a partir desta terça, as circunstâncias da morte para saber se há crime de homicídio e identificar o autor. O médico legista Mário Eduardo Cruz, gerente do Instituto Médico Legal (IML) da capital, já apontou que a criança foi afogada por alguém na lama de um matagal, próximo à casa onde o menino morava.

De acordo com a perícia, é muito provável que a vítima tenha se afogado sozinha e tudo indica que alguém segurou a cabeça da criança contra a lama. Os legistas estimam ainda que o corpo do menino está no local entre sete e dez dias.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.